Beijar Nossos Animais de Estimação

Domingo, 01 Novembro 2015 20:40 Escrito por  Publicado em PCPB Lido 873 vezes
Rosane e seu Pastor Alemão Rosane e seu Pastor Alemão Rosane

É um fato bem conhecido que os donos de animais geralmente são mais felizes e mais saudáveis do que as pessoas que não compartilham suas vidas com animais de estimação. Por exemplo, as crianças que crescem em famílias que possuem animais de estimação são menos propensos a sofrer de infecções, alergias, asma e outras doenças comuns da infância, de acordo com estudos recentes. No entanto, os animais carregam germes e o risco de infectar humanos com doenças.

Mas como resistir ao chamego?

A maioria dos donos de animais vão concordar que seus amigos animais proporcionam-lhes apoio emocional. Eles podem ajudar os donos a superar a depressão ou a reduzir a ansiedade, o estresse e a pressão arterial. Os idosos se beneficiam do exercício e da companhia que um cão pode proporcionar. Muitas pessoas vão admitir que compartilham suas camas ou casas com seus animais de estimação mas, tanto quanto eles são amados os amigos peludos carregam parasitas podendo ser prejudiciais para os seres humanos.

Parasitas carregados por cães e gatos

Embora possamos evitar o contato direto com as fezes de um animal de estimação, não podemos ter sempre a certeza que eles vão ser tão higiênicos. Um cão pode lamber seu traseiro e depois lamber o seu rosto, transmitindo assim vermes. Filhotes podem passar as bactérias Campylobacter de suas fezes, e isso pode causar infecção no sistema gastrointestinal. Os sintomas incluem diarréia, febre, dores de estômago, vômitos e náuseas. Em um pior cenário, podem levar a uma doença grave chamada síndrome de Guillain-Barre, uma doença que ocorre quando o sistema imunológico do corpo ataca parte do sistema nervoso.

Ancilóstomo é comum em animais de estimação e, se transmitida ao homem, provoca coceira, levantando linhas vermelhas, onde as larvas se instalam sob a pele. Coçar pode causar uma infecção bacteriana. Lombriga também é comum, e os sintomas incluem fadiga, náuseas, dores de estômago, inflamação e perda de peso. As larvas podem passar para o fígado e causar danos maiores.

Alguns vermes de cães e gatos, tais como a pulga tênia Dipylidium caninum , também pode infectar as pessoas. Outros parasitas comuns em pets incluem filarids, whipworms e carrapatos. A micose é uma infecção fúngica que é facilmente transmitida através do contato com animais de estimação. A bactéria Leptospira é excretada através da urina dos animais, e a exposição pode causar leptospirose, uma infecção com sintomas que incluem tosse seca, febre, dor de cabeça, dores musculares, náuseas e vômitos.

Gatos podem carregar um parasita chamado Toxoplasma gondii. Quando transmitida aos seres humanos, estes parasitas estão possivelmente ligados a problemas de saúde mental, incluindo a esquizofrenia.

Segundo o Centro Nacional de Doenças Infecciosas, é improvável que uma pessoa se torne infectada por parasitas por apenas possuir um animal de estimação, mas é importante garantir que os animais sejam mantidos limpos e livres de parasitas. Também é importante garantir que a sua família seja vermifugada regularmente.

Também mantenha a casa limpa e principalmente o recinto... use sempre combater com medicação própria o local dos cães!

Fontes:

  • Natural News: Should you smooch your pooch? Reasons why it may not be a great idea to kiss your pets
  • CDC: Diseases from Dogs
  • NBC News: Cat poop parasite controls minds early – and permanently, study finds
  • Center for Veterinary Health Sciences: Can dog and cat worms be harmful to humans?

Última modificação em Domingo, 01 Novembro 2015 21:58
Editorial

Trabalha desde 1988 na área de informática com suporte, desenvolvimento, análise de sistemas e gestão de projetos. A partir de 2001 resolveu empreender e iniciou a Todo Apoio, em 2011 colocou no ar o Me Interessa e busca com você a realização deste sonho.

Mais nesta categoria: « Eutanásia (Sacrifício)